É Com Esse Que Eu Vou

Em 21 de agosto de 2010, estreou, no Teatro Oi Casagrande (RJ), 'É com esse que eu vou', concebido pela mesma dupla do bem-sucedido 'Sassaricando': Sérgio Cabral e Rosa Maria Araújo, dirigido por Charles Möeller & Claudio Botelho, e produzido pela Aventura Entretenimento em parceria com a Tema Eventos Culturais.

O musical fez um passeio por inesquecíveis sambas de carnaval compostos entre as décadas de 1920 e 1970, exaltando a obra de compositores como Ary Barroso, Ataulfo Alves, Herivelto Martins, Noel Rosa, Wilson Batista e Zé Keti, entre outros 'bambas'.

A escolha dos 84 sambas compostos entre as décadas de 20 e 70 coube a Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral. Durante um ano e dois meses, os dois analisaram nada menos que 1.200 composições. Chegaram a uma lista de 153, dolorosamente reduzida até o número final.

"Cortamos sambas lindíssimos de Ary Barroso, Noel Rosa, Wilson Batista... Dá pra imaginar nosso sofrimento?", ressaltou Rosa Maria , que, entre os sambas selecionados, destacou os favoritos do público: "'Abre a Janela', de Roberto Robert, 'Atire a Primeira Pedra', de Ataulfo Alves, 'Ai, que Saudades da Amélia, de Ataulfo e Mario Lago, e 'A Voz do Morro', de Zé Keti. A plateia canta junto, emocionada e alegre".

Rosa Maria apontou as diferenças entre o novo musical e "Sassaricando": "'É com Esse que Eu Vou' é mais luxuoso, tem mais glamour, é mais sofisticado, como requer a maioria dos sambas de carnaval. Enquanto 'Sassaricando' foi concebido para explicar a história urbana do Rio através das marchinhas, uma crônica, datada em sua época, o novo musical foi concebido para mostrar os mais belos sambas, a maioria clássicos, através de antagonismos que marcam a história social e das mentalidades. O tema predominante é universal: o amor".

Soraya Ravenle e Beatriz Faria continuaram dividindo o palco com Pedro Paulo Malta e Alfredo Del-Penho, seus companheiros de 'Sassaricando'. A eles, se juntaram Marcos Sacramento, Lilian Valeska e Mackley Matos.

A direção musical e os arranjos ficaram a cargo de Luis Filipe de Lima.


Ficha técnica

Direção:
Claudio Botelho
Charles Möeller

Concepção, pesquisa e roteiro:
Rosa Maria Araújo
Sérgio Cabral

Direção Musical e Arranjos:
Luis Filipe de Lima

Coreografia:
Renato Vieira

Cenário:
Rogério Falcão e Charles Möeller

Figurino:
Ney Madeira

Design de som:
Marcelo Claret

Iluminação:
Paulo Cesar Medeiros

Visagismo:
Ulysses Rabelo

Coordenação artística:
Tina Salles

Arranjos vocais:
Alfredo Del-Penho

Locução do vídeo:
Paulinho da Viola

Elenco:
Soraya Ravenle
Marcos Sacramento
Alfredo Del-Penho
Lílian Valeska
Pedro Paulo Malta
Beatriz Faria
Makley Matos

Músicos:
Luís Filipe de Lima (violão de sete cordas)
Beto Cazes (percussão)
Dirceu Leite (sopros)
Fabiano Segalote (trombone)
Gilson Santos (trompete e flugelhorn)
Henrique Cazes (cavaquinho)
Oscar Bolão (bateria)
Paulino Dias (percussão)

Newsletter!